Carta de consolo 

Quem está aí,

atrás dessa porta, se lamentando?

Ah, é você!

A vida tem sido dura, não?

Mas tudo bem estar assim, sua fragilidade também é força

e ser forte é também saber aceitar ajuda

Não se preocupe com o que escorre de seu rosto neste momento

a pele morna vai te confortar em breve

    

Você pode até se zangar e não entender

mas mesmo que não queira, estarei ao seu lado para lutar

por e com você 

É difícil, eu sei

já vivi ofuscada por essa escuridão 

já estive prestes a desistir também 

Mas aprendi, nos momentos difíceis, que não estou sozinha 

E quero que saiba: você também não está!

   

Então chore, mesmo que seja pouco 

Guardar essas lágrimas só vai te empurrar para um precipício 

Chore, pois há dias mais cinzas que outros

são nesses que você precisa se livrar da sua dor

Só assim conseguirá entender:

a vida é feita do pranto necessário

para que se possa reaprender a sorrir a cada dia

e valorizar todas as cores

Anúncios

Cartinha desapaixonada

O que foi isso que

me fez só pensar

em te esquecer?

 

Acho que foi a falta da sua voz, mesmo ríspida,

ou sua ausência insuportável, que me partiu

Nem sei mais quanto chorei

 

E você foi desmoronando

todas minhas barreiras

Este poema foi só mais uma promessa que quebrei

 

Acho que me perdi apaixonada

em seu corpo, seu jeito

Nem sei para onde isso me levou…

Do paraíso ao inferno?

Já não me importa mais

 

Pois quando você veio atrás, eu tinha seguido em frente

agora fique com seu Chico Buarque,

entregue-o talvez para quem você já dedica Pablo Neruda

Saiba que as cartas e os astros

deixaram meu destino livre para o que eu escolher

Questionamentos

Quantas vezes uma alma pode ser rompida?

Com quantos toques não permitidos um corpo se parte?

São quantos os pedaços arrancados até um coração parar de chorar?

Em até quantos cortes uma pessoa pode ser divida?

Depois de quanto tempo a carne exposta começa a apodrecer?

Quantos lances determinam a carniça mais barata?

Quantas palavras são necessárias para destruir alguém?

Como salvar quem já se perdeu?